"Ter um bebê é como planejar uma fabulosa viagem de férias - para a ITÁLIA! Você compra montes de guias e faz planos maravilhosos! O Coliseu. O Davi de Michelângelo.

As gôndolas em Veneza. Você pode até aprender algumas frases em italiano. É tudo muito excitante-Após meses de antecipação, finalmente chega o grande dia! Você arruma suas malas e embarca. Algumas horas depois você aterrissa. O comissário de bordo chega e diz:

- BEM VINDO À HOLANDA!

- Holanda!?! - Diz você. - O que quer dizer com Holanda!?!? Eu escolhi a Itália! Eu devia ter chegado à Itália. Toda a minha vida eu sonhei em conhecer a Itália!

Mas houve uma mudança de plano vôo. Eles aterrissaram na Holanda e é lá que você deve ficar.A coisa mais importante é que eles não te levaram a um lugar horrível, desagradável, cheio de pestilência, fome e doença. É apenas um lugar diferente.Logo, você deve sair e comprar novos guias. Deve aprender uma nova linguagem. E você irá encontrar todo um novo grupo de pessoas que nunca encontrou antes.É apenas um lugar diferente. É mais baixo e menos ensolarado que a Itália. Mas após alguns minutos, você pode respirar fundo e olhar ao redor, começar a notar que a Holanda tem moinhos de vento, tulipas e até Rembrants e Van Goghs.

Mas, todos que você conhece estão ocupados indo e vindo da Itália, estão sempre comentando sobre o tempo maravilhoso que passaram lá. E por toda sua vida você dirá: - Sim, era onde eu deveria estar. Era tudo o que eu havia planejado!.

E a dor que isso causa nunca, nunca irá embora. Porque a perda desse sonho é uma perda extremamente significativa.Porém, se você passar a sua vida toda remoendo o facto de não ter chegado à Itália, nunca estará livre para apreciar as coisas belas e muito especiais sobre a Holanda. "

BEM VINDO À HOLANDA

por Emily Perl Knisley, 1987

terça-feira, 11 de maio de 2010

As gargalhadas do João

A uns 2 dias atrás, estava o João na camita a admirar o seu mobile, e saiu lhe uma gargalhada. O pai presenciou o fenomeno, mas foi tão breve que quase nem se deu por ela. Era afinal a primeira de muitas. Hoje, estava a brincar com ele no tapete de actividades, e pequei lhe na barriguita e fiz de conta que estava a fazer cocegas. Olhem desatou as gargalhadas, de tal maneira que se babou todo e se engasgou. Esteve assim uns minutos,. Iam e vinham as gargalhadas quando lhe mexia na barriguita. Depois parou, e não consegui faze lo rir mais. Fiquei muito feliz por ve lo assim, pois estava estampado na cara dele a felicidade. Quando o pai chegou, fomos brincar com ele, e novamente o fenomeno se deu :D . . . Acredito que para muitos pais, as primeiras gargalhadas dos filhos não tenham o significado e o valor que as do João têm para nós. É muito bom vê-lo assim, e cada nova coisita que ele faz, carrega nos as baterias, para seguir mos em frente . . . outra coisa que ele hoje começou a fazer, foi palrrar enquanto esta a beber o biberão. Para de beber, emite la os seus sons , e volta a ardua tarefa de beber os seus 90 ml de leite. Hoje já não teve tantos periodos de hiper extensão. Esperemos que continue assim. E foi assim um dia e novos acontecimentos.

9 comentários:

  1. Olá, conheci o teu blog ontem através do site da APF. Queria dizer que acho o João um campeão, lindo de morrer, mas isso tu já sabes que és a mãe dele e para nós os nossos filhos são sempre os mais bonitos, lol.
    Bem, no fundo o que eu quero é desejar-vos muitas felicidades e mostrar-vos o meu apoio.
    Ao João e aos papás muitos beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. E vai ser assim a vida toda....as gargalhadas e alegria de viver vão fazer com que nos esqueçamos de tudo e sorrirmos muito também !!! Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Ainda não tinha dito nada desde o meu conhecimento deste blog, embora o tenha seguido a cada minuto sempre com muita alegria, porque o nosso Joãozinho é um doce é a nossa alegria.
    As lágrimas correram-me mais uma vez ao ler a alegria que tu Vânia e tu meu filho tiveram ao verem o vosso filho dar gargalhadas, e ficarem felizes por cada coisita nova que ele vai fazendo, vai-vos dando alento e forças para continuarem a lutar por ele. Acreditem tenham Fé o Joãozinho na sua luta e vocês lutando com ele vão vencer.
    Raramente as mães nunca se lembram (por exemplo) quando os filhos começam a andar, mas eu nunca me esquecerei o dia em que o meu filho, o pai do Joãozinho começou a andar, ficou marcado no meu coração a felicidade foi imensa, pois o pai do João nasceu com pé boto, andou também em hospitais gessos e operações e por fim ficou mais ou menos, mas já passou…
    São estas coisas pequenas e lindas que iluminam os nossos corações.
    São estas pequenas coisas mas enormes para vocês e para mim que iluminam os nossos corações e nos fazem acreditar nos pequeninos passos que o João dá e vai dando, são estes pequeninos passos que vos vão dando forças para lutar.
    Obrigada! Vânia e Nuno pelo vosso amor e dedicação.
    Sois uns pais felizes têm um doce de menino com um sorriso maravilhoso, contagioso.
    Essas gargalhadas devem sair ao pai 
    Beijinhos Joãozinho.

    ResponderEliminar
  4. E como é maravilhoso ver a felicidade estampada no rosto dos nossos filhotes!!
    E como diz a Grilinha...vai ser assim toda a vida, independentemente, do que possa acontecer!!
    Ninguém nos pode tirar o poder de fazermos os nossos filhos sentirem-se felizes, amados e adorados!!
    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Não estou nada surpreendida... com as gargalhadas que o pai dá, do que é que estavas à espera? Qualquer dia ainda vais ter que te zangar com os dois porque estão às gargalhadas super altas e não te dão descanso!! Estou muito feliz por vocês! Quando posso ir com a J. fazer um ginásio?

    ResponderEliminar
  6. Sempre que quisseres. O João quer é companhia, de meninas principalmente :D !!!

    ResponderEliminar
  7. Olá, Olá

    Fiquei muito feliz ao ler o blogue.

    É incrivel a força e a coragem que demonstra dia a dia...

    O amor incondicional que sentimos pelos nossos filhos, dá-nos forças para ACREDITAR que com muito trabalho, muita luta, devagar, mesmo que seja muito devagarinho eles vão conseguir...

    Como acabei de escrever no blogue do Guga:

    Eu ACREDITO!

    Continue, sempre, a ACREDITAR!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. São essas pequenas grandes coisas que enchem a nossa vida de alento.
    E o João irá dar-vos cada vez mais alento, cada vez mais motivos de orgulho, cada vez mais conquistas.

    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  9. Que bom foi ler estas tuas palavras sobre o João! Eu sei que delirei quanto o meu menino deu o seu primeiro sorriso verdadeiro, por isso, imagino a vossa alegria com as verdadeiras "conquistas" do João! Ele vai continuar a supreender-nos ;)!

    Beijinhos!

    Elsa S

    ResponderEliminar