"Ter um bebê é como planejar uma fabulosa viagem de férias - para a ITÁLIA! Você compra montes de guias e faz planos maravilhosos! O Coliseu. O Davi de Michelângelo.

As gôndolas em Veneza. Você pode até aprender algumas frases em italiano. É tudo muito excitante-Após meses de antecipação, finalmente chega o grande dia! Você arruma suas malas e embarca. Algumas horas depois você aterrissa. O comissário de bordo chega e diz:

- BEM VINDO À HOLANDA!

- Holanda!?! - Diz você. - O que quer dizer com Holanda!?!? Eu escolhi a Itália! Eu devia ter chegado à Itália. Toda a minha vida eu sonhei em conhecer a Itália!

Mas houve uma mudança de plano vôo. Eles aterrissaram na Holanda e é lá que você deve ficar.A coisa mais importante é que eles não te levaram a um lugar horrível, desagradável, cheio de pestilência, fome e doença. É apenas um lugar diferente.Logo, você deve sair e comprar novos guias. Deve aprender uma nova linguagem. E você irá encontrar todo um novo grupo de pessoas que nunca encontrou antes.É apenas um lugar diferente. É mais baixo e menos ensolarado que a Itália. Mas após alguns minutos, você pode respirar fundo e olhar ao redor, começar a notar que a Holanda tem moinhos de vento, tulipas e até Rembrants e Van Goghs.

Mas, todos que você conhece estão ocupados indo e vindo da Itália, estão sempre comentando sobre o tempo maravilhoso que passaram lá. E por toda sua vida você dirá: - Sim, era onde eu deveria estar. Era tudo o que eu havia planejado!.

E a dor que isso causa nunca, nunca irá embora. Porque a perda desse sonho é uma perda extremamente significativa.Porém, se você passar a sua vida toda remoendo o facto de não ter chegado à Itália, nunca estará livre para apreciar as coisas belas e muito especiais sobre a Holanda. "

BEM VINDO À HOLANDA

por Emily Perl Knisley, 1987

quinta-feira, 3 de março de 2011

Cadeira de apoio e Standing

Hoje fomos a APCC, como todas as quartas feiras, mas hoje foi uma sessão diferente pois o João tinha lá a espera dele uma cadeira de apoio para ele experimentar. Neste momento é o ideal para ele estar sentado, pois da-lhe bastante estabilidade no tronco. Mas o pedido a Segurança Social ainda nem feito está, por isso podemos contar com ela lá para 2012. Mas como a ultima decisão é da SS , e eles querem opções de escolha, pode não ser está a cadeira que será atribuida ao João, mas sim outra de valor inferior. Também irá juntamente com o pedido, um standing.


OTTO BOCK ( 1-5 anos) opção 1





JENX BEE ( 4 meses até 5 anos) opção 2




OTTO BOCK ( 1-5 anos) Standing



3 comentários:

  1. Bem amiga sou sincera, parecem-me todas boas, mas a pessoa indicada para te dar uma ajuda no que concerne a cadeiras, caso necessites, é a Dina. Ela está "expert" em material de apoio.

    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  2. Olá.
    Nós temos a 1ª. É topo de gama. Espectacular, super leve e fácil de empurrar pela casa inteira. A diferença é que a nossa é na versão carrinho de ir à rua, fica com aspecto normal e não tão "articulado". Aproveita para pedires logo no pacote o tabuleiro de apoio, para a estimulação. Como não pedimos logo, depois demorou mais 6 meses a chegar (e se comprares por ti custa quase 300€).
    Beijinhos.
    SA

    ResponderEliminar
  3. Sim, eu pedi na APCC para porem no orçamento o tabuleiro. São eles que tratam de tudo com a Segurança Social, e tambem são eles que escolhem o material a pedir. Apenas nos disseram que tinham que enviar sempre 2 orçamentos, e que a SS escolhe sempre o mais barato. A cadeira do primeiro sai e encaixa num chassi de carrinho de rua. Agora deixas tes me a pensar se não será melhor logo um chassi desses em vez do supore de casa. Vou falar com a terapeuta da APCC :)

    Obrigado

    Beijinhus SA e ClaudiaMG

    ResponderEliminar