"Ter um bebê é como planejar uma fabulosa viagem de férias - para a ITÁLIA! Você compra montes de guias e faz planos maravilhosos! O Coliseu. O Davi de Michelângelo.

As gôndolas em Veneza. Você pode até aprender algumas frases em italiano. É tudo muito excitante-Após meses de antecipação, finalmente chega o grande dia! Você arruma suas malas e embarca. Algumas horas depois você aterrissa. O comissário de bordo chega e diz:

- BEM VINDO À HOLANDA!

- Holanda!?! - Diz você. - O que quer dizer com Holanda!?!? Eu escolhi a Itália! Eu devia ter chegado à Itália. Toda a minha vida eu sonhei em conhecer a Itália!

Mas houve uma mudança de plano vôo. Eles aterrissaram na Holanda e é lá que você deve ficar.A coisa mais importante é que eles não te levaram a um lugar horrível, desagradável, cheio de pestilência, fome e doença. É apenas um lugar diferente.Logo, você deve sair e comprar novos guias. Deve aprender uma nova linguagem. E você irá encontrar todo um novo grupo de pessoas que nunca encontrou antes.É apenas um lugar diferente. É mais baixo e menos ensolarado que a Itália. Mas após alguns minutos, você pode respirar fundo e olhar ao redor, começar a notar que a Holanda tem moinhos de vento, tulipas e até Rembrants e Van Goghs.

Mas, todos que você conhece estão ocupados indo e vindo da Itália, estão sempre comentando sobre o tempo maravilhoso que passaram lá. E por toda sua vida você dirá: - Sim, era onde eu deveria estar. Era tudo o que eu havia planejado!.

E a dor que isso causa nunca, nunca irá embora. Porque a perda desse sonho é uma perda extremamente significativa.Porém, se você passar a sua vida toda remoendo o facto de não ter chegado à Itália, nunca estará livre para apreciar as coisas belas e muito especiais sobre a Holanda. "

BEM VINDO À HOLANDA

por Emily Perl Knisley, 1987

sábado, 19 de janeiro de 2013

Já sei dizer NÃO

E as conquistas vão surgindo, pequeninas aos olhos de muita gente, mas enormes para o João e para nós. O  João nos ultimos meses deu um passo grande na comunicação. Deixou de tentar verbalizar palavras pois dava lhe "muito trabalho" ao rapaz e começou a comunicar por gestos. Entendemos tudo o que ele diz , mas as vezes ainda ficamos confusos e sem saber ao certo o que ele quer. Quando não queria alguma coisa ele fazia uma cara de zangado e dizia "hum". Achava mos muita piada e ele as vezes por gozo dizia não a tudo o que lhe perguntava mos, pois sabia que nos riamos do seu "HUM !!!"
Agora em vez de "hum" aprendeu já a dizer não com a cabeça, e fica aqui o video de hoje ao jantar, quando  estava a tentar lhe dar a sopa e ele já não queria mais.

3 comentários:

  1. UAU!!
    Só que não podem fazer esse tipo de perguntas! "Queres sopa?" Agora aprende a nunca comer a sopa!!!!
    Bj enorme, do tamanho do mundo e parabéns por mais 1 vitória!!

    ResponderEliminar
  2. Ola mamâe guerreira... meu nome é Jéssica, moro no brasil e tenho um principe, lindo, gato um doce com paralisia cerebral, ele tem 11 meses, ainda não senta, está quase rolando... Interage muito bem comigo... venho acompanhando seu blog ha tempo ja... desde que o ryan saiu do hospital, bom ele teve PC pois pegou uma infecção hospitalar grave, no berçario, ficou mais de um mÊs em coma... saimos do hospital com 74 dias. meu blog jessicaryantulio.blogspot.com e eu escrevo desde quando estava gravida, antes de saber que ele seia especial... Ryan faz fisio todos os dias da semana, natação duas vezes, Terapia ocupacional, estimulação visual... notei que vc tem acesso a muitos acessorios para melhorar a condição de vida do seu príncipe!! aqui no brasil é tudo lento e tão caro... queria fazer medek, qria fazer therasuit...ele teve hidrocefalia, displasia e mais muitos muitos mesmo diagnostico depois da uma passada pelo meu blog!!! beijos toda sorte do mundo pra esse gato lindo

    ResponderEliminar