"Ter um bebê é como planejar uma fabulosa viagem de férias - para a ITÁLIA! Você compra montes de guias e faz planos maravilhosos! O Coliseu. O Davi de Michelângelo.

As gôndolas em Veneza. Você pode até aprender algumas frases em italiano. É tudo muito excitante-Após meses de antecipação, finalmente chega o grande dia! Você arruma suas malas e embarca. Algumas horas depois você aterrissa. O comissário de bordo chega e diz:

- BEM VINDO À HOLANDA!

- Holanda!?! - Diz você. - O que quer dizer com Holanda!?!? Eu escolhi a Itália! Eu devia ter chegado à Itália. Toda a minha vida eu sonhei em conhecer a Itália!

Mas houve uma mudança de plano vôo. Eles aterrissaram na Holanda e é lá que você deve ficar.A coisa mais importante é que eles não te levaram a um lugar horrível, desagradável, cheio de pestilência, fome e doença. É apenas um lugar diferente.Logo, você deve sair e comprar novos guias. Deve aprender uma nova linguagem. E você irá encontrar todo um novo grupo de pessoas que nunca encontrou antes.É apenas um lugar diferente. É mais baixo e menos ensolarado que a Itália. Mas após alguns minutos, você pode respirar fundo e olhar ao redor, começar a notar que a Holanda tem moinhos de vento, tulipas e até Rembrants e Van Goghs.

Mas, todos que você conhece estão ocupados indo e vindo da Itália, estão sempre comentando sobre o tempo maravilhoso que passaram lá. E por toda sua vida você dirá: - Sim, era onde eu deveria estar. Era tudo o que eu havia planejado!.

E a dor que isso causa nunca, nunca irá embora. Porque a perda desse sonho é uma perda extremamente significativa.Porém, se você passar a sua vida toda remoendo o facto de não ter chegado à Itália, nunca estará livre para apreciar as coisas belas e muito especiais sobre a Holanda. "

BEM VINDO À HOLANDA

por Emily Perl Knisley, 1987

sábado, 10 de novembro de 2012

Um grande passo

Com o mau comportamento do João, e recusa dele de contacto com outras pessoas sem ser da familia, decidimos que o João teria que ter contacto com outras crianças. Sabendo que ia ser e vai ser um processo lento e dificil, o João começou a ir duas manhãs ao infantário acompanhado sempre com a educadora G. do EE. Vamos sempre por volta das 10h quando já não há a confusão dos pais a entrar e a sair e é quando os meninos se sentam no tapete a cantar, e contar historias.
 Houve dias mesmo desesperantes onde o João entrava a gritar e saia a gritar, estando lá pouco mais de meia hora, pois vomitava, mordia-se e ficava todo transpirado do esforço que fazia. Eu ficava sempre cá fora a espera, e os berros dele ecoavam pelo corredor fora.
Era mau para ele para a educadora, e para toda a gente que tinha que ali estar naquele momento, pois nada o fazia calar. Custava me imenso aqueles minutos a passar, mas não podia ceder e tinha que insistir pois era para o bem dele. Futuramente terei que ir trabalhar quando a licença de acompanhamento acabar, e nessa altura o João terá que estar bem integrado para o bem dele e para descanso do meu coração.
Depois começou a ficar calado quando havia musica e quando cantavam, mas se a musica parava ele chorava...se as musicas que cantavam não lhe interessava chorava, principalmente se são musicas lentas.
 Mas tinhamos que insistir...mas eu nunca pensei que ao fim de 4 semanas o João já se comporta-se como um homenzinho dentro da sala, como o fez da duas ultimas vezes.
Chora quando lhe digo onde vamos, chora e chora todo o caminho e ainda a semana passada vomitou quando iamos para lá... mas depois de entrar dentro da sala, numa grande birra, fecho a porta e ele cala-se. Já é o segundo dia assim, e fica lá até os meninos irem almoçar, fazendo as mesmas actividades.... para quem conhece o comportamento dele e sabe bem como são as birras, choro e recusas, estes 2 dias foi uma grande vitoria. Até me custa a acreditar, a serio....
Depois em casa converso com ele sobre o que fez lá, e ele ri-se. A educadora diz me sempre o que estiveram a fazer e em casa converso sobre isso com o João e dou lhe os parabéns sempre que ele se porta bem. Mas sempre que lhe pergunto se quer ir a ver os "meninos" a resposta é  sempre que não :))))
A Educadora G. a ultima vez tirou foto para eu ver o bem disposto que ele lá estava.





As birras continuam

Esta semana depois da piscina o João começou a espirra muito e vi logo que vinha lá uma constipação.   Passado 2 dias já tinha o quadro instalado, febre espirros, muita ranhoca verde e muito choro a mistura. Como tinha mais dificuldade em respirar as noites foram muito agitadas e pouco dormimos. Depois de manhã quando sossegava dormia até ao meio dia e depois a noite não tinha sono. A febre está a passar mas o pai e a mãe parece que também ficaram doentes a custa do João :) pois devia ser um bicharoco e os 3 ficamos doentes.
Esta semana fizemos então uma pausa de terapias, e retomamos segunda feira. O João continua a recusar fazer qualquer tipo de terapia. Até já veio uma das terapeutas a casa ver se cá ele aceitava melhor, mas nem assim, quando a viu chorou chorou gritou esticou-se, e infelizmente nada conseguimos fazer com ele. A piscina tem corrido bem. Chora sempre pois uma parte do percurso para a piscina é a mesma que faziamos para o hospital e ele choraaaaa, depois quando vê que não é para lá que vamos acalma-se e volta a fazer birra quando chegamos ao complexo das piscinas. Depois no balneario é um circo para despi lo e e despir me depois a mim, pois ele faz com cada birraaaaaaaa, mas cala-se logo que vê a agua. Faz a aula toda muito bem disposto, nada , mergulha, tenta apanhar as bolas como os outros meninos, fica de gatas no colchão da água... mas nem o professor nem ninguem lhe pode falar ou tocar... resmunga logo.
A ultima vez o professor teve direito a um beijinho mas mais nada :) !!!
 Dizemos lhe sempre, que se se portar bem lhe damos um chupa chupa no fim, e parece que esta a dar resultado.
O João mesmo não falando entendemos tudo e ele faz se expressar a sua maneira. Um dia na piscina um pai entrou com os óculos para dentro da água e o João sempre que passavamos  junto desse senhor apontava para os olhos como que a dizer " o mãe o senhor esta com óculos na água!!!"

O mesmo acontece com as musicas. A educadora G. do EE já me veio dizer que não da para estar a fazer trabalhos com o João, com musica de fundo, pois ele está sempre a apontar para os locais que refere a musica. Por exemplo as musicas do PANDA VAI A ESCOLA, falam de vários temas, e se incluem partes do corpo humano, roupa, alimentos... ele não para de fazer sinais e apontar para o sitio do corpo onde se utilizam ,ou se for alimentos  está sempre a "dizer" que servem para comer, meter na boca.

Esta semana decidimos testa lo e fizemos lhe uma pergunta dificil... pois ensinamos lhe o basico , mas parece que muita mais coisas ele sabe, e vai adqurindo sozinho este conhecimentos.
E perguntamos lhe:
- O João, já que sabes tudo da roupa agora vai uma pergunta dificil... onde se veste o soutien ?..
... e ele apontou para as maminhas dele :S ... e depois apontou para mim...

Quem pensa que as crianças com problemas motores,cognitivamente  não são saudáveis,  engana-se.... e no caso do João cada vez nos apercebemos mais de que ele sabe mesmo muito e entende tudo, e com o seu mau feitio tenta nos dar a volta e fazer só o que quer e bem lhe apetece. 


ADORO CHOCOLATE


Ir as compras

Ir as compras com o João é dificil, ou compro pouca coisa ou senão tenho que levar sempre outra pessoa para empurrar o carrinho dele e eu o das compras. A uns dias fui as compras e decidi pedir ao João um bocadinho de espaço no carrinho dele para por as compras. O resultado foi este merecedor de uma fotografia. Quem visse devia pensar sei la o que de mim, mas não havia forma de levar o João e um carrinho para as compras. Depois disso num já la voltei e coloquei o João dentro do carrinho de compras, ele adorou ir lá, fiz as compras todas e esteve sempre direitinho no cantinho do carro. Descobri então um novo divertimento para ele... andar dentro do carrinho de compras!!!

Botas de Inverno

As botas de Inverno ortopédicas já chegaram. Escolhemos umas com o cano mais alto para fazer "tala" e tentar inibir a hiperextensão do pé. Praticamente ele anda todo o dia com a botitas, e quando está no standing ou a fazer a exercicios em pé, é que colocamos os Dafos.  Tem sempre o tornozelo marcado quando tiramos os Dafos ou a botas, porque em pé o pezito dele entorta mesmo muito para dentro, e a zona do tornozelo é a que fica mais marcada devido a pressão que exerce contra o bota/Dafo naquela zona. Estou contente com a botas, mas quando chegaram apanhei um susto pois não serviam ao João. O pé não dava a volta lá dentro para encaixar. Contactei a fisioterapeuta C. que tinha tirado as medidas ao João e depois de ela falar com a Sem Barreiras, fui informada que o problema era do modelo das botas e se eu tinha escolhido aquele modelo nada havia a fazer, só pedindo outro modelo mas teria que pagar outras botas. Para que tenham uma ideia demos por esta botas 120 euros já com os portes incluidos.
Então a fisioterapeuta C. deu me a ideia de desbastar a palmilha, pois sem palmilha entrava bem o pé. Fui a um sapateiro que fez um excelente trabalho e as botas ficaram impecáveis.

Penico confortavel

Ando sempre em mudanças a procura de o melhor conforto para o João. Como ele já faz xixi  no penico sempre que o colocamos lá, decidi proporcionar lhe mais conforto nessa "hora" . Retirei a barra e arranjei forma de ele estar sentado confortável e direitinho. Descobri que também existe Bumbo para a sanita e como é muito confortável e macio comprei um a fixei o ao Penico Kids Kid 3 etapas.
Agora parece um rei com uma "sanita" mesmo em frente a televisão onde pode ali estar o tempo necessário e entretido.





Não é toda a gente que se pode gabar do luxo de ter uma sanita sa sala para poder ver televisão enquanto faz as suas necessidades :) !!!

Cama Nova


 O João nunca dormiu bem na cama de grades, troquei até de colchão mas nem assim. Parecia que tinha picos, e no maximo ficava la uma hora. Nestes quase 3 anos dormi mesmo muito mal pois acaba sempre por ir busca lo para a minha cama e mesmo assim ele não dormia mais de 2 horas seguidas. Há umas semanas decidi comprar uma cama maior e colocar barras laterais. O João de um momento para o outro passou a adormecer na cama dele e a dormir até as 5 da manhã sem acordar. A meio da noite tenho que lhe ir trocar sempre a camisola pois esta sempre molhada da transpiração, e depois continua o seu soninho. Está a ficar um crescido.