"Ter um bebê é como planejar uma fabulosa viagem de férias - para a ITÁLIA! Você compra montes de guias e faz planos maravilhosos! O Coliseu. O Davi de Michelângelo.

As gôndolas em Veneza. Você pode até aprender algumas frases em italiano. É tudo muito excitante-Após meses de antecipação, finalmente chega o grande dia! Você arruma suas malas e embarca. Algumas horas depois você aterrissa. O comissário de bordo chega e diz:

- BEM VINDO À HOLANDA!

- Holanda!?! - Diz você. - O que quer dizer com Holanda!?!? Eu escolhi a Itália! Eu devia ter chegado à Itália. Toda a minha vida eu sonhei em conhecer a Itália!

Mas houve uma mudança de plano vôo. Eles aterrissaram na Holanda e é lá que você deve ficar.A coisa mais importante é que eles não te levaram a um lugar horrível, desagradável, cheio de pestilência, fome e doença. É apenas um lugar diferente.Logo, você deve sair e comprar novos guias. Deve aprender uma nova linguagem. E você irá encontrar todo um novo grupo de pessoas que nunca encontrou antes.É apenas um lugar diferente. É mais baixo e menos ensolarado que a Itália. Mas após alguns minutos, você pode respirar fundo e olhar ao redor, começar a notar que a Holanda tem moinhos de vento, tulipas e até Rembrants e Van Goghs.

Mas, todos que você conhece estão ocupados indo e vindo da Itália, estão sempre comentando sobre o tempo maravilhoso que passaram lá. E por toda sua vida você dirá: - Sim, era onde eu deveria estar. Era tudo o que eu havia planejado!.

E a dor que isso causa nunca, nunca irá embora. Porque a perda desse sonho é uma perda extremamente significativa.Porém, se você passar a sua vida toda remoendo o facto de não ter chegado à Itália, nunca estará livre para apreciar as coisas belas e muito especiais sobre a Holanda. "

BEM VINDO À HOLANDA

por Emily Perl Knisley, 1987

sábado, 10 de novembro de 2012

As birras continuam

Esta semana depois da piscina o João começou a espirra muito e vi logo que vinha lá uma constipação.   Passado 2 dias já tinha o quadro instalado, febre espirros, muita ranhoca verde e muito choro a mistura. Como tinha mais dificuldade em respirar as noites foram muito agitadas e pouco dormimos. Depois de manhã quando sossegava dormia até ao meio dia e depois a noite não tinha sono. A febre está a passar mas o pai e a mãe parece que também ficaram doentes a custa do João :) pois devia ser um bicharoco e os 3 ficamos doentes.
Esta semana fizemos então uma pausa de terapias, e retomamos segunda feira. O João continua a recusar fazer qualquer tipo de terapia. Até já veio uma das terapeutas a casa ver se cá ele aceitava melhor, mas nem assim, quando a viu chorou chorou gritou esticou-se, e infelizmente nada conseguimos fazer com ele. A piscina tem corrido bem. Chora sempre pois uma parte do percurso para a piscina é a mesma que faziamos para o hospital e ele choraaaaa, depois quando vê que não é para lá que vamos acalma-se e volta a fazer birra quando chegamos ao complexo das piscinas. Depois no balneario é um circo para despi lo e e despir me depois a mim, pois ele faz com cada birraaaaaaaa, mas cala-se logo que vê a agua. Faz a aula toda muito bem disposto, nada , mergulha, tenta apanhar as bolas como os outros meninos, fica de gatas no colchão da água... mas nem o professor nem ninguem lhe pode falar ou tocar... resmunga logo.
A ultima vez o professor teve direito a um beijinho mas mais nada :) !!!
 Dizemos lhe sempre, que se se portar bem lhe damos um chupa chupa no fim, e parece que esta a dar resultado.
O João mesmo não falando entendemos tudo e ele faz se expressar a sua maneira. Um dia na piscina um pai entrou com os óculos para dentro da água e o João sempre que passavamos  junto desse senhor apontava para os olhos como que a dizer " o mãe o senhor esta com óculos na água!!!"

O mesmo acontece com as musicas. A educadora G. do EE já me veio dizer que não da para estar a fazer trabalhos com o João, com musica de fundo, pois ele está sempre a apontar para os locais que refere a musica. Por exemplo as musicas do PANDA VAI A ESCOLA, falam de vários temas, e se incluem partes do corpo humano, roupa, alimentos... ele não para de fazer sinais e apontar para o sitio do corpo onde se utilizam ,ou se for alimentos  está sempre a "dizer" que servem para comer, meter na boca.

Esta semana decidimos testa lo e fizemos lhe uma pergunta dificil... pois ensinamos lhe o basico , mas parece que muita mais coisas ele sabe, e vai adqurindo sozinho este conhecimentos.
E perguntamos lhe:
- O João, já que sabes tudo da roupa agora vai uma pergunta dificil... onde se veste o soutien ?..
... e ele apontou para as maminhas dele :S ... e depois apontou para mim...

Quem pensa que as crianças com problemas motores,cognitivamente  não são saudáveis,  engana-se.... e no caso do João cada vez nos apercebemos mais de que ele sabe mesmo muito e entende tudo, e com o seu mau feitio tenta nos dar a volta e fazer só o que quer e bem lhe apetece. 


Sem comentários:

Enviar um comentário