"Ter um bebê é como planejar uma fabulosa viagem de férias - para a ITÁLIA! Você compra montes de guias e faz planos maravilhosos! O Coliseu. O Davi de Michelângelo.

As gôndolas em Veneza. Você pode até aprender algumas frases em italiano. É tudo muito excitante-Após meses de antecipação, finalmente chega o grande dia! Você arruma suas malas e embarca. Algumas horas depois você aterrissa. O comissário de bordo chega e diz:

- BEM VINDO À HOLANDA!

- Holanda!?! - Diz você. - O que quer dizer com Holanda!?!? Eu escolhi a Itália! Eu devia ter chegado à Itália. Toda a minha vida eu sonhei em conhecer a Itália!

Mas houve uma mudança de plano vôo. Eles aterrissaram na Holanda e é lá que você deve ficar.A coisa mais importante é que eles não te levaram a um lugar horrível, desagradável, cheio de pestilência, fome e doença. É apenas um lugar diferente.Logo, você deve sair e comprar novos guias. Deve aprender uma nova linguagem. E você irá encontrar todo um novo grupo de pessoas que nunca encontrou antes.É apenas um lugar diferente. É mais baixo e menos ensolarado que a Itália. Mas após alguns minutos, você pode respirar fundo e olhar ao redor, começar a notar que a Holanda tem moinhos de vento, tulipas e até Rembrants e Van Goghs.

Mas, todos que você conhece estão ocupados indo e vindo da Itália, estão sempre comentando sobre o tempo maravilhoso que passaram lá. E por toda sua vida você dirá: - Sim, era onde eu deveria estar. Era tudo o que eu havia planejado!.

E a dor que isso causa nunca, nunca irá embora. Porque a perda desse sonho é uma perda extremamente significativa.Porém, se você passar a sua vida toda remoendo o facto de não ter chegado à Itália, nunca estará livre para apreciar as coisas belas e muito especiais sobre a Holanda. "

BEM VINDO À HOLANDA

por Emily Perl Knisley, 1987

domingo, 11 de março de 2012

Primeira Otite

Na passada terça feira o João foi fazer a Ressonância Magnetica que sempre disseram que faria por volta dos 2 anos. Estava marcada para as 9 da manhã em Coimbra por isso o jejum de 6 horas não foi dificil de fazer. Tivemos que ir na carrinha do Hospital pois a RMCE foi pedida pelo pediatra do hospital. Tivemos que nos levantar bem cedo e ainda tentei levar o João a dormir , mas eram 6 da manhã quando chegamos a carrinha e o João já ia de olhos abertos. Fez a viagem até muito bem, pois tinha algum receio que ele estranha-se, pois é sempre o pai que vai a conduzir até Coimbra e nesse dia era uma cara desconhecida. Também ia lá mais um menino com os pais para fazer o mesmo exame.
Todas as vezes que já foi anestesiado eu não estava presente nesse processo, mas para a RMCE ele foi anestesiado mesmo ao pé de mim, a dar-he as mãozitas o que me deixou mais tranquila, pois estive com ele até adormecer. Depois acordou muito rabujento, chorou muito não queria comer nada, quando o fez vomitou. A viagem foi atribulada para cá, com entra e sai de pessoas da carrinha, fazia corrente de ar no local onde ia a cadeira do João e como ele transpira muito nas viagens tive que lhe trocar a roupa varias vezes. E foi assim que ele ficou doente.
A noite já estava sub-febril e ranhoso . Na sexta como não havia melhorias , a febre não passava e verifiquei que um dos ouvidos estava a drenar um liquido fomos a urgência. O diagnostico foi otite bilateral, com direito a 5 dias de antibioterapia. O apetite nem o perdeu, penso que ele não conseguia era deglutir bem o que vez que come-se menos nestes dias.
Hoje é o primeiro dia que está sem febre e voltou a ser o João bem disposto. Amanhã ainda não vamos as terapias, mas se tudo correr bem no meio da semana voltamos a nossa rotina normal.

1 comentário:

  1. Essas viagens longas devem ser um martírio para vós. Esperemos que não hajam muitas mais.
    As melhoras para o valente do João, que essa otite passe em breve.

    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar